Empreendedorismo

jovens com ideias

É a capacidade que certas pessoas têm de ser empreendedoras, de empreender, de experimentar, de executar, de agir. Pessoas cuja motivação e criatividade as impulsiona a desenvolver atitudes e comportamentos pró-activos (por iniciativa própria) de criação de soluções inovadoras para o seu contexto, trabalho ou vida, através da percepção de oportunidades e assumindo os riscos inerentes a fazer algo de novo e de não resultar como pensavam. O erro é encarado como processo de aprendizagem e de melhoria da sua pessoa e da sua vida para a realização de sonhos pessoais.

Seguindo o pensamento de Bernard Shaw (escritor irlandês do séc. XIX), que defendia que “alguns homens vêem as coisas como são, e perguntam: “Por quê?”, ele sonhava “com as coisas que nunca existiram” e perguntava “Por que não?”, podemos concretizar a ideia do empreendedor como alguém que tem um pensamento positivo perante a mudança e que gosta de experimentar, mesmo o que poderá parecer impossível.

A decisão de criar um negócio próprio não é fácil e não é suficiente querer…

– Deve ter como características a força de vontade, a determinação, o dinamismo, a criatividade, capacidade de iniciativa e perseverança.
– Deve ter especial capacidade de lidar com imprevistos, instabilidade e com o risco e grande dose de optimismo.
– Deve ter capacidade de aprender com os erros e desvios do planeado inicialmente.
– É muito importante que conheça o ramo e o mercado nos quais pretendes montar um negócio e ver se a tua ideia já foi, ou não, executada por outra pessoa. Se não possui um bom conhecimento do ramo procure aprender tudo sobre esse negócio. Pode fazer uma formação nessa área e deve ler muito sobre questões ligadas à área.
– Deve estar sempre atento a desenvolvimentos na área do seu negócio e ser muito curioso para aprender sobre tudo que esteja relacionado com a área e que possa levar-te mais longe.
– É essencial para montar um negócio que tenha capacidade de organização e de liderança das pessoas que depois tenha a trabalhar consigo. Deves saber definir metas e garantir a execução dos trabalhos dentro do prazo estabelecido.

Existem algumas instituições em Portugal que têm experiência nesta área e que desenvolveram programas e apoios para pessoas com desejo de construir o seu negócio.

INFORMAÇÕES SOBRE APOIO AO EMPREENDEDORISMO:

Balcão do Empreendedor – Lojas do Cidadão em todo o país

  • Informações sobre como iniciar uma atividade económica em Portugal, sobre as formalidades necessárias à constituição de uma empresa, passando pelas suas obrigações fiscais e sociais, até à instalação e funcionamento da atividade.

CASES – Cooperativa António Sérgio 

  • O COOPJOVEM é um programa de apoio ao empreendedorismo cooperativo, destinado a apoiar os/as jovens na criação de cooperativas, como forma de desenvolvimento de uma cultura solidária e de cooperação, facilitando a criação do seu próprio emprego e a definição do seu trajeto de vida.
  • O SOU MAIS é o Programa Nacional de Microcrédito que facilita o acesso ao crédito através de um financiamento de pequeno montante, destinado a apoiar a concretização de projetos cujo limite máximo de investimento e de financiamento é de 20.000 €.

Santa Casa da Misericórdia – Departamento de Empreendedorismo e Economia Social

  • Apoio ao Empreendedor – O programa consiste no incentivo ao empreendedorismo enquanto solução de empregabilidade, potenciando a criação do auto emprego. O programa disponibiliza linhas de serviço de apoio integral ao empreendedor, abrangendo todas as fases do processo: diagnostico, avaliação de competências, formação, apoio na elaboração do plano de negócio, apoio ao financiamento e acompanhamento técnico na pré e pós implementação.
  • Valorização de Profissões Tradicionais – Este programa visa a a valorização de profissões tradicionais, muitas delas marginalizadas ou percecionadas como tal, que configuram situações laborais de autoemprego e que importam recuperar, encontrando-se em execução a valorização da profissão Engraxador e em planeamento a profissão Cauteleiro.
  • Promoção de Empreendedores Sociais -Este projeto pretende mobilizar os cidadãos para que consigam identificar e criar as respostas adequadas aos problemas que afetam as comunidades onde estão integrados. Visa a captação e formação de líderes locais, através de ações de informação e de formação.
  • Jovens Changemakers – A iniciativa Jovens Changemakers visa impulsionar o empreendedorismo jovem, facilitando o acesso a recursos humanos, materiais e financeiros, permitindo aos jovens integrarem uma rede de contactos e experiências além das fronteiras da sua comunidade.

IEFP – Instituto de Emprego e Formação Profissional

  • Apoios à Criação de Empresas – Medida de apoio a projetos de criação de empresas que originem a criação de emprego, através de linhas de crédito.
  • Programa Nacional de Microcrédito – Medida de apoio para ideias de negócio viáveis que permitam criar e consolidar postos de trabalho sustentáveis.
  • Apoios à Criação do Próprio Emprego por Beneficiários de Prestações de Desemprego – A medida de apoio à criação do próprio emprego por beneficiários de prestações de desemprego permite beneficiar do pagamento, total ou parcial, do montante global das prestações de desemprego, isoladamente ou em cumulação com crédito bonificado e garantido.

ANDC – Associação Nacional de Direito ao Crédito

  • Ajuda na preparação do plano de financiamento e esclarecimento de questões relacionadas com as exigências administrativas, ou outras, que têm a ver com a abertura da empresa;
  • Acompanhamento do microempresário durante o desenvolvimento do negócio esclarecendo-o, nomeadamente, sobre questões técnicas que necessitam de ser ultrapassadas para que o negócio possa continuar a crescer.

IAPMEI

  • FINICIA – programa que facilita o acesso a soluções de financiamento e assistência técnica na criação de empresas, ou em empresas na fase inicial do seu ciclo de vida, com projectos empresariais diferenciadores, próximos do mercado ou com potencial de valorização económica.
  • FINICIA JOVEM – resultanta de uma parceria com o Instituto Português da Juventude, apresenta condições especiais para jovens até aos 35 anos

AUDAX

  • Formação (Empreendedorismo Cultural e Indústrias Criativas, Empreendedorismo em Turismo Cultural e Paisagístico, Formação Avançada em Gestão de Empresas Familiares, Empreendedorismo para jovens)
  • Consultoria (elaboração de planos de negócios para start-up’s, empresas em expansão e de governação familiar; negociação de fontes de financiamento; angariação de investidores e parceiros de negócio; consultoria nos domínios de estratégia, gestão geral, marketing e financeiro/controlo de gestão)

KINGS OF CLUBS

  • Associação agregadora dos Clubes de Empreendedores/Empreendedorismo Universitários do País (Cedup – Clube de Empreendedorismo da Universidade do Porto, o NES – NOVA Entrepreneurship Society: Clube de Empreendedores da Universidade NOVA de Lisboa, o Bet – Bringing Entrepreneurs Together – Universidade Católica de Lisboa, TEC – Clube de Empreendedores da Universidade Técnica de Lisboa e o BUSII – Clube de Empreendedores do ISCTE-IUL). Para fomentar o empreendedorismo junto dos jovens e promover a criação de startups sustentáveis e consistentes, cada um dos clubes dos KINGS fazem formação, criam eventos de networking e partilha de ideias, etc.